Olhão

Olhão da Restauração, cidade situada no sotavento algarvio é a capital da Ria Formosa.

É sede de concelho e está dividida em 4 freguesias: Moncarapacho e Fuseta, Olhão, Pechão e Quelfes.

A principal característica desta cidade é a sua arquitetura inspirada no modelo árabe, devido às viagens marítimas dos seus habitantes que iam pescar na zona de Marrocos. Construíram as suas casas em forma de cubo, com açoteias e mirantes para melhor vigiar o mar, chaminés rendilhadas ficando conhecida por “cidade cubista”. As ruas estreitas e sinuosas encerram mistérios que originaram as suas lendas (Arraul, Menino dos Olhos Grandes, Moura Encantada,Floripes e Marim).


Pontos de Interesse


Igreja Matriz de Olhão

 A edificação da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, atual Igreja Matriz de Olhão, iniciou-se em1698 tendo aberto ao culto, ainda inacabada em 1715. Trata-se de um edifício imponente, sendo considerada uma atração pelos turistas que visitam a zona histórica de Olhão, na baixa da cidade, onde está situada. Na segunda metade do século XVIII a sua fachada principal foi reformulada, tendo sido adicionado um coroamento de feição triangular. No interior da igreja observa-se uma nave e um transepto ligeiramente saliente, existem cinco altares. A capela-mor conta com um retábulo e arco triunfal em talha dourada, um teto decorado com um fresco e uma imagem de Nossa Senhora do Rosário.


Porto de Pesca

 Este local é de passagem obrigatória para quem gosta de admirar as lides dos pescadores, poderá assistir á chegada dos barcos carregados de peixe e ainda as muitas artes de pesca (covos de barro para apanhar polvo, armadilhas de rede para apanhar lagostas, etc),

Mercados de Olhão - Os Mercados Municipais de Olhão integram o mercado da verdura a nascente e o mercado do peixe a poente, constituem um dos ex-libris da cidade olhanense, devido à sua arquitetura e na origem portões em ferro fundido, de planta longitudinal, os mercados são compostos por dois espaços retangulares de vértices arredondados, os 8 torreões com cúpulas em cobre. A sua construção iniciou-se em 1912, sendo inaugurados três anos depois. Foram sujeitos a obras de reabilitação e reabertos ao público em 1998 mantendo as fachadas exteriores.


Compromisso marítimo

O Compromisso Marítimo de Olhão acolhe, atualmente, o Museu da Cidade. Trata-se de um edifício de grande valor histórico e que exibe durante o ano várias exposições temporárias ou permanentes sobre temas relacionados com a cidade e o concelho. O edifício, de dois pisos e três frentes revela um tratamento cuidado do frontispício.

Esta obra foi criada com o intuito de apoiar os pescadores da cidade e possuía, no piso térreo, uma botica (farmácia) e um açougue para serviço dos mareantes. No andar nobre localizava-se a sala dos despachos que apresenta uma pintura no forro de madeira da cobertura do qual merece destaque o brasão das armas reais portuguesas.


Capela do Senhor dos Aflitos

A capela de construção barroca está localizada nas traseiras da Igreja Matriz, é constituída por dois andares, sendo o superior uma loggia. Esta capela ostenta ao centro um painel de azulejos com a Crucificação de Cristo. Conhecida como local de culto para milhares de pessoas, tanto residentes como visitantes, fazem ali as suas preces movidas pela fé no Senhor dos Aflitos. Por vezes os crentes oferecem objetos em cera com a forma da parte do corpo humano que está doente, e para o qual apelam à sua cura. A qualquer hora do dia ou da noite é possível encontrar crentes fazendo as suas orações em frente a esta capela.



Eventos


Todos os sábados de manhã os agricultores da região vêm vender os seus produtos biológicos no espaço exterior dos mercados e o ar enche-se de alegria com as cores e cheiros dos produtos e as conversas entre vendedores e clientes.


Festival do Marisco

 De 10 a 15 de Agosto decorre o principal evento da cidade… o Festival do Marisco!  Este leva ao palco da cidade artistas nacionais e internacionais e é uma excelente oportunidade para desfrutar da gastronomia que a cidade tem para oferecer.


A 16 de junho, feriado municipal comemora-se o dia da cidade e há sempre algumas atividades culturais, desportivas, musicais promovidas pela C.M.O.

Consoante a época do ano a C.M.O. proporciona um programa de animação com música, desfiles alegóricos etc nomeadamente: Natal, Reveillon, Carnaval, Páscoa,Dia do Pescador, Dia da mulher, Dia da criança  entre outras.



Praias


Ilha da Armona  

Existem carreiras regulares para esta ilha através do cais de Olhão. A ilha possui diversos equipamentos de apoio (restaurantes, bares, parque de campismo, apoios de praias, mini-mercado). A praia é vigiada durante a época balnear.


Praia dos Cavacos

 Encontra-se a cerca de 3km da cidade de Olhão, poderá chegar a esta praia através da EN. 125  seguindo na direção de Aldeia de Marim.  Esta praia ainda não possui equipamentos de apoio e não é vigiada.


Ilha da Fuseta

 Existem carreiras regulares para esta ilha através do cais da Fuseta. Possui diversos de apoio (restaurantes, bares, WC, apoios balneares e recreativos). Esta praia é vigiada durante o período balnear.

Olhão da Restauração, cidade situada no sotavento algarvio é a capital da Ria Formosa.

É sede de concelho e está dividida em 4 freguesias: Moncarapacho e Fuseta, Olhão, Pechão e Quelfes.

A principal característica desta cidade é a sua arquitetura inspirada no modelo árabe, devido às viagens marítimas dos seus habitantes que iam pescar na zona de Marrocos. Construíram as suas casas em forma de cubo, com açoteias e mirantes para melhor vigiar o mar, chaminés rendilhadas ficando conhecida por “cidade cubista”. As ruas estreitas e sinuosas encerram mistérios que originaram as suas lendas   (Arraul, Menino dos Olhos Grandes, Moura Encantada,Floripes e Marim).


Pontos de Interesse


Igreja Matriz de Olhão

 A edificação da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, atual Igreja Matriz de Olhão, iniciou-se em1698 tendo aberto ao culto, ainda inacabada em 1715. Trata-se de um edifício imponente, sendo considerada uma atração pelos turistas que visitam a zona histórica de Olhão, na baixa da cidade, onde está situada. Na segunda metade do século XVIII a sua fachada principal foi reformulada, tendo sido adicionado um coroamento de feição triangular. No interior da igreja observa-se uma nave e um transepto ligeiramente saliente, existem cinco altares. A capela-mor conta com um retábulo e arco triunfal em talha dourada, um teto decorado com um fresco e uma imagem de Nossa Senhora do Rosário.


Porto de Pesca

 Este local é de passagem obrigatória para quem gosta de admirar as lides dos pescadores, poderá assistir á chegada dos barcos carregados de peixe e ainda as muitas artes de pesca (covos de barro para apanhar polvo, armadilhas de rede para apanhar lagostas, etc),

Mercados de Olhão - Os Mercados Municipais de Olhão integram o mercado da verdura a nascente e o mercado do peixe a poente, constituem um dos ex-libris da cidade olhanense, devido à sua arquitetura e na origem portões em ferro fundido, de planta longitudinal, os mercados são compostos por dois espaços retangulares de vértices arredondados, os 8 torreões com cúpulas em cobre. A sua construção iniciou-se em 1912, sendo inaugurados três anos depois. Foram sujeitos a obras de reabilitação e reabertos ao público em 1998 mantendo as fachadas exteriores.


Compromisso marítimo

O Compromisso Marítimo de Olhão acolhe, atualmente, o Museu da Cidade. Trata-se de um edifício de grande valor histórico e que exibe durante o ano várias exposições temporárias ou permanentes sobre temas relacionados com a cidade e o concelho. O edifício, de dois pisos e três frentes revela um tratamento cuidado do frontispício.

Esta obra foi criada com o intuito de apoiar os pescadores da cidade e possuía, no piso térreo, uma botica (farmácia) e um açougue para serviço dos mareantes. No andar nobre localizava-se a sala dos despachos que apresenta uma pintura no forro de madeira da cobertura do qual merece destaque o brasão das armas reais portuguesas.


Capela do Senhor dos Aflitos

A capela de construção barroca está localizada nas traseiras da Igreja Matriz, é constituída por dois andares, sendo o superior uma loggia. Esta capela ostenta ao centro um painel de azulejos com a Crucificação de Cristo. Conhecida como local de culto para milhares de pessoas, tanto residentes como visitantes, fazem ali as suas preces movidas pela fé no Senhor dos Aflitos. Por vezes os crentes oferecem objetos em cera com a forma da parte do corpo humano que está doente, e para o qual apelam à sua cura. A qualquer hora do dia ou da noite é possível encontrar crentes fazendo as suas orações em frente a esta capela.



Eventos


Todos os sábados de manhã os agricultores da região vêm vender os seus produtos biológicos no espaço exterior dos mercados e o ar enche-se de alegria com as cores e cheiros dos produtos e as conversas entre vendedores e clientes.


Festival do Marisco

 De 10 a 15 de Agosto decorre o principal evento da cidade… o Festival do Marisco!  Este leva ao palco da cidade artistas nacionais e internacionais e é uma excelente oportunidade para desfrutar da gastronomia que a cidade tem para oferecer.


A 16 de junho, feriado municipal comemora-se o dia da cidade e há sempre algumas atividades culturais, desportivas, musicais promovidas pela C.M.O.

Consoante a época do ano a C.M.O. proporciona um programa de animação com música, desfiles alegóricos etc nomeadamente: Natal, Reveillon, Carnaval, Páscoa,Dia do Pescador, Dia da mulher, Dia da criança  entre outras.



Praias


Ilha da Armona  

Existem carreiras regulares para esta ilha através do cais de Olhão. A ilha possui diversos equipamentos de apoio (restaurantes, bares, parque de campismo, apoios de praias, mini-mercado). A praia é vigiada durante a época balnear.


Praia dos Cavacos

 Encontra-se a cerca de 3km da cidade de Olhão, poderá chegar a esta praia através da EN. 125  seguindo na direção de Aldeia de Marim.  Esta praia ainda não possui equipamentos de apoio e não é vigiada.


Ilha da Fuseta

 Existem carreiras regulares para esta ilha através do cais da Fuseta. Possui diversos de apoio (restaurantes, bares, WC, apoios balneares e recreativos). Esta praia é vigiada durante o período balnear.

Olhão da Restauração, cidade situada no sotavento algarvio é a capital da Ria Formosa.

É sede de concelho e está dividida em 4 freguesias: Moncarapacho e Fuseta, Olhão, Pechão e Quelfes.

A principal característica desta cidade é a sua arquitetura inspirada no modelo árabe, devido às viagens marítimas dos seus habitantes que iam pescar na zona de Marrocos. Construíram as suas casas em forma de cubo, com açoteias e mirantes para melhor vigiar o mar, chaminés rendilhadas ficando conhecida por “cidade cubista”. As ruas estreitas e sinuosas encerram mistérios que originaram as suas lendas (Arraul, Menino dos Olhos Grandes, Moura Encantada,Floripes e Marim).


Pontos de Interesse


Igreja Matriz de Olhão

 A edificação da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, atual Igreja Matriz de Olhão, iniciou-se em1698 tendo aberto ao culto, ainda inacabada em 1715. Trata-se de um edifício imponente, sendo considerada uma atração pelos turistas que visitam a zona histórica de Olhão, na baixa da cidade, onde está situada. Na segunda metade do século XVIII a sua fachada principal foi reformulada, tendo sido adicionado um coroamento de feição triangular. No interior da igreja observa-se uma nave e um transepto ligeiramente saliente, existem cinco altares. A capela-mor conta com um retábulo e arco triunfal em talha dourada, um teto decorado com um fresco e uma imagem de Nossa Senhora do Rosário.


Porto de Pesca

 Este local é de passagem obrigatória para quem gosta de admirar as lides dos pescadores, poderá assistir á chegada dos barcos carregados de peixe e ainda as muitas artes de pesca (covos de barro para apanhar polvo, armadilhas de rede para apanhar lagostas, etc),

Mercados de Olhão - Os Mercados Municipais de Olhão integram o mercado da verdura a nascente e o mercado do peixe a poente, constituem um dos ex-libris da cidade olhanense, devido à sua arquitetura e na origem portões em ferro fundido, de planta longitudinal, os mercados são compostos por dois espaços retangulares de vértices arredondados, os 8 torreões com cúpulas em cobre. A sua construção iniciou-se em 1912, sendo inaugurados três anos depois. Foram sujeitos a obras de reabilitação e reabertos ao público em 1998 mantendo as fachadas exteriores.


Compromisso marítimo

O Compromisso Marítimo de Olhão acolhe, atualmente, o Museu da Cidade. Trata-se de um edifício de grande valor histórico e que exibe durante o ano várias exposições temporárias ou permanentes sobre temas relacionados com a cidade e o concelho. O edifício, de dois pisos e três frentes revela um tratamento cuidado do frontispício.

Esta obra foi criada com o intuito de apoiar os pescadores da cidade e possuía, no piso térreo, uma botica (farmácia) e um açougue para serviço dos mareantes. No andar nobre localizava-se a sala dos despachos que apresenta uma pintura no forro de madeira da cobertura do qual merece destaque o brasão das armas reais portuguesas.


Capela do Senhor dos Aflitos

A capela de construção barroca está localizada nas traseiras da Igreja Matriz, é constituída por dois andares, sendo o superior uma loggia. Esta capela ostenta ao centro um painel de azulejos com a Crucificação de Cristo. Conhecida como local de culto para milhares de pessoas, tanto residentes como visitantes, fazem ali as suas preces movidas pela fé no Senhor dos Aflitos. Por vezes os crentes oferecem objetos em cera com a forma da parte do corpo humano que está doente, e para o qual apelam à sua cura. A qualquer hora do dia ou da noite é possível encontrar crentes fazendo as suas orações em frente a esta capela.



Eventos


Todos os sábados de manhã os agricultores da região vêm vender os seus produtos biológicos no espaço exterior dos mercados e o ar enche-se de alegria com as cores e cheiros dos produtos e as conversas entre vendedores e clientes.


Festival do Marisco

 De 10 a 15 de Agosto decorre o principal evento da cidade… o Festival do Marisco!  Este leva ao palco da cidade artistas nacionais e internacionais e é uma excelente oportunidade para desfrutar da gastronomia que a cidade tem para oferecer.


A 16 de junho, feriado municipal comemora-se o dia da cidade e há sempre algumas atividades culturais, desportivas, musicais promovidas pela C.M.O.

Consoante a época do ano a C.M.O. proporciona um programa de animação com música, desfiles alegóricos etc nomeadamente: Natal, Reveillon, Carnaval, Páscoa,Dia do Pescador, Dia da mulher, Dia da criança  entre outras.



Praias


Ilha da Armona  

Existem carreiras regulares para esta ilha através do cais de Olhão. A ilha possui diversos equipamentos de apoio (restaurantes, bares, parque de campismo, apoios de praias, mini-mercado). A praia é vigiada durante a época balnear.


Praia dos Cavacos

 Encontra-se a cerca de 3km da cidade de Olhão, poderá chegar a esta praia através da EN. 125  seguindo na direção de Aldeia de Marim.  Esta praia ainda não possui equipamentos de apoio e não é vigiada.


Ilha da Fuseta

 Existem carreiras regulares para esta ilha através do cais da Fuseta. Possui diversos de apoio (restaurantes, bares, WC, apoios balneares e recreativos). Esta praia é vigiada durante o período balnear.

Newsletter

Enviar

Rua 1º de Maio nº7 Faro

info@premieralgarve.com

(+351) 289 146 865 
(+351) 916 400 500

Segunda - Sexta 10:00 -19:00 Sábado 10:00 - 13:00

Newsletter

O nosso escritório

Newsletter

O nosso escritório

ATENÇÃO Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.

AceitarComo configurar